Joomla!

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Palestra sobre ideologia de gênero

E-mail Imprimir PDF


Adicionar um comentário
 

Conversão de São Paulo

E-mail Imprimir PDF

Em 25 de janeiro, a Igreja celebra a festa da "Conversão de São Paulo, Apóstolo" que é tida como um dos maiores acontecimentos da história da Igreja. Na Liturgia, quando essa data cai no domingo, omite-se a festa para a celebração própria do dia.


Adicionar um comentário
Última atualização em Dom, 25 de Janeiro de 2015 16:59 Leia mais...
 

Papa fala sobre paternidade responsável, e mídia distorce suas palavras

E-mail Imprimir PDF

 

 

 

 

 

 

 

 

Durante a Conferência de Imprensa no voo de retorno de Manila (Capital das Filipinas) à Roma, o Santo Padre Papa Francisco respondeu perguntas de diversos jornalistas sobre temas também diversos, como por exemplo, sobre o que teria aprendido com os filipinos, se haveria uma provável visita à Africa e América, terrorismo, corrupção, entre outros.


Adicionar um comentário

Última atualização em Dom, 25 de Janeiro de 2015 09:54 Leia mais...
 

Maio, mês de Maria

E-mail Imprimir PDF

Maria

O mês de Maria, a mãe de Deus e nossa, está aí!

Jesus fez tudo através de Nossa Senhora. Ele veio ao mundo por ela; ela lhe deu a natureza humana que fez do Verbo encarnado o sumo Sacerdote.

Ela foi o paraíso do novo Adão, como disse S. Luiz de Montfort; ela o embalou em seus braços; ensinou-o a andar, falar, rezar e o preparou para a grande missão de Salvador da humanidade.

Por Maria Ele foi levado ao Egito, para fugir da fúria diabólica de Herodes, e ali o protegeu.

Por Maria Jesus começou os seus milagres, nas bodas de Canã da Galileia; a seu pedido, “quando ainda não havia chegado a sua hora.”

Maria o acompanhou em sua missão redentora e chegou até o Calvário com Ele.

Ninguém cooperou mais do que Maria com o Senhor na obra da salvação da humanidade. Por isso ela mereceu a glória da Assunção ao céu de corpo e alma. No céu ela continua a sua missão de Mãe dos viventes.

Jesus quis nos dá-la aos pés da cruz, para ser a nossa Mãe espiritual. Na cruz, agonizando, com lábios de sangue, antes de “entregar o espírito ao Pai”, Ele nos fez filhos de Sua Mãe. Olhou para o discípulo (João)

que tanto amava e disse: “Eis aí a tua Mãe.” E o apóstolo João a “levou para a sua casa.” (Jo 19,27)

Maria foi a última dádiva que Jesus nos deixou.

Rejeitá-la como Mãe seria, pois, terrível, seria o mesmo que dizer a Jesus: “Eu não quero receber a Tua Mãe para minha Mãe.” Sem dúvida esta recusa seria para Jesus pior do que aquela última estocada da ponta da

lança no Seu divino coração; pior do que aquelas afrontas, daqueles tapas no rosto, pior do que os açoites e espinhos que Ele recebeu…

Seria uma insana ousadia recusar a Sua Mãe, para nossa Mãe. “Eis aí a tua Mãe.”

Só Jesus é o Salvador (At 4,12).Sabemos que só Jesus é “o único Mediador entre Deus e os homens” (1Tm 2,5), e nenhuma mediação é válida sem a de Jesus; mas Deus quis que Maria fosse uma mediadora “subordinada”.

Ela é a grande Auxiliadora dos Cristãos; Aquela que nos leva à fonte da salvação, Jesus.

Ela é a mediadora de todas as graças, através de Jesus, não em paralelo, não de maneira substitutiva. A mediação de Maria, ensina o Concílio Vaticano II, valoriza ainda mais a mediação de Jesus.

A primeira referência a respeito de maio como mês mariano encontramos na Idade Média,

com as Cantigas de Afonso X, o Sábio, rei de Castela e León (+1284). Cantando a abundância dos bens que maio traz (é a estação das flores na Europa), o rei cristão convidava a invocar Maria a fim de que as bênçãos espirituais e materiais fossem ainda maiores (cf. Dicionário de Mariologia, Paulus, 1995, p. 887).

No paganismo antigo, neste mês se honrava a deusa da vegetação “Flora Máter”; mas aquela que merece ser venerada por “todas as gerações” (Lc 1,48) é a Imaculada Mãe do Filho de Deus!

Em 1917, tempo de guerras e confusões, Maria Ssma. se manifestou ao mundo através de humildes pastorinhos (Lúcia, Jacinto e Francisco) em Fátima, Portugal, convidando a todos a rezar diariamente o Terço pela paz pelo mundo e a conversão dos pecadores. O dia 13 de maio marcou o início das aparições, que se estenderam

até 13 de outubro. Grande influência estes fatos tiveram para a instituição da festa litúrgica (hoje memória) do Imaculado Coração de Maria, estabelecido pelo Papa Pio XII em 1944 (decreto “Cultus liturgicus”), um fato importante para a história da liturgia e da mariologia (só comparável ao de Lourdes, na França).

O Papa Pio VII foi o primeiro Sucessor de São Pedro a conferir ao mês de maio especiais indulgências, em 1815. Os papas posteriores vão confirmar esta devoção mariana. Por exemplo, em 1897 o Papa Leão XIII assim se expressou na sua Encíclica “Augustíssima Virgem Maria”: “Depois de havermos dedicado a esta divina Mãe o mês de Maio com o dom das nossas flores, consagremos-lhe também, com afeto de singular piedade, o mês de Outubro, que é mês dos frutos. De feito, parece justo dedicar estes dois meses do ano àquela que disse de si: "As minhas flores tornaram-se frutos de glória e de riqueza" (Eclo 24,23)” (n. 4). Os santos não vão deixar de honrar Maria de um modo especial neste mês. Em seu Diário espiritual, S. Faustina Kowalska se propunha – no ano de 1937 – uma “flor” aos “pés de Nossa Senhora” – Qual? “A prática da mansidão” (n. 1105; cf. 1114).

Encerrando o ciclo pascal, no dia 23 de maio a Igreja celebra a grande Solenidade de Pentecostes. Junto com os Apóstolos estava “Maria, a mãe de Jesus” (Atos 1,14). A pedido do Papa Leão XIII, devemos nos preparar para este dia através da novena de Pentecostes.

Nossa Senhora Aparecida,Rogai por nós!

Fonte: http://www.misericordia.org.br; http://blog.cancaonova.com/felipeaquino;

Adicionar um comentário
Última atualização em Sex, 27 de Junho de 2014 00:20
 

Nossa Senhora do Carmo

E-mail Imprimir PDF

Nossa Senhora do Carmo (ou Nossa Senhora do Monte Carmelo) é um título consagrado à Virgem Maria. Este título apareceu com o propósito de relembrar o convento construído em honra da Santíssima Virgem Maria nos primeiros séculos do Cristianismo, no Monte Carmelo, em Israel.
Adicionar um comentário

Última atualização em Sáb, 17 de Maio de 2014 17:13 Leia mais...
 

Nossa Senhora de Fátima

E-mail Imprimir PDF

Nossa Senhora de Fátima é uma das designações atribuídas à Virgem Maria que apareceu repetidamente em Fátima a três pastores, crianças na
época
das aparições: Lúcia, de 10 anos, Francisco de 9 e Jacinta, de 7 anos, enquanto apascentavam um pequeno rebanho na Cova da Iria, em Portugal, tendo a primeira aparição acontecido no dia 13 de Maio de 1917.


Adicionar um comentário
Última atualização em Sáb, 10 de Maio de 2014 15:43 Leia mais...
 

Nossa Senhora das Graças

E-mail Imprimir PDF

Nossa Senhora das Graças é uma invocação especial pela qual é conhecida a Virgem Maria, também invocada com a mesma intenção sob o nome de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa e Nossa Senhora Medianeira de Todas as Graças. Esta invocação está relacionada a duas aparições da Virgem a Santa Catarina Labouré, então uma noviça das Irmãs da Caridade em Paris, França, no século XIX.


Adicionar um comentário
Última atualização em Dom, 04 de Maio de 2014 03:40 Leia mais...
 

Login



Calendário Paroquial

Setembro 2015
D 2a 3a 4a 5a 6a S
30 31 1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 1 2 3

Avisos da Paróquia

Abertura da Campanha da Fraternidade em Itapevi

A missa de abertura da Campanha da Fraternidade na cidade, que estava marcada para o dia 14/02 na Paróquia São Judas Tadeu foi adiada para o dia 18/02, às 8:00h da manhã. Será na mesma missa do aniversário da cidade e será presidida por Dom Ercílio Turco, Bispo da Diocese de Osasco.